Coluna Opinião de Quinta: Por que é tão dificil achar alguém legal?

tumblr_l8i0qsYMEL1qdx20jo1_500

Hugo, tá tão difícil achar gente legal – disse ela, uma moça bem resolvida, bonita, livre, pronta para amar – E olha que eu não disse nem bonito e nem interessante, eu disse legal, completou ela antes de soltar uma risada.

A conversa surgiu do nada, no meio de um monte de nadas, de uma longa conversa que começou com “e as novidades?”. Lá veio ela com novidades e com uma mesmice de muitas outras pessoas: achar alguém legal. Por que é tão difícil achar “alguém legal”? Esse é o assunto da coluna de hoje.

Não sei exatamente se as pessoas legais estão em falta ou se nós temos feito delas pessoas chatas. Sabe por quê? Porque não podemos ver alguém legal, uma pessoa diferente, que já colocamos no topo da lista de pretendentes. Gente legal pode ser amigo, colega, irmão ou apenas conhecido. Nem sempre serão parceiros. Mas não, nós fazemos questão de passar o trator por cima de tudo.

Sabe qual é outro problema? Queremos pessoas legais, mas não somos. Exigimos dos outros mudanças, gostos parecidos, sensibilidade, bom-humor, e nós continuamos os mesmos, sem melhoras.

Por outro lado, gente legal está em falta no mercado. É tipo lata de óleo. Mas, ao contrário das latas, não é uma extinção, é possível encontrar e, melhor que isso, é descobrir. Muitas vezes, gente assim está mais perto do que imaginamos.

Quando encontrar alguém assim não “parta para cima”. Esqueça os ideais que só estaremos felizes quando tivermos alguém, isso é balela. Cultive todos os relacionamentos e não, você não precisa de ninguém para ser feliz. Encontre, desencontre e seja uma pessoa legal, o mundo será melhor.

tumblr_lentucfqmp1qctiq0o1_500

Tenha um fim de semana bem legal!

#AqueleBeijo

catsk

Coluna Opinião de Quinta: O dilema do Sexo Casual

tumblr_m1met9qGft1rnzd90o1_500

Olá, garotas

Bem, na semana passada teve o primeiro post da pesquisa em que vocês escolheram o tema da coluna. Como terminou empatada e é uma semana cada um, lá vai o de hoje: “O dilema do sexo casual”. Antes de começar a ler, eu sugiro que você veja as Opiniões de Quinta: “Carência” e “Quanto você vale”. Partindo disso, vamos lá, rs.

Vamos às claras, ok? O sexo é uma necessidade humana. Todo mundo precisa. Uns mais, outros menos, mas todos precisam, é meio que fisiológico. Então, se você, menina, estiver com essa necessidade, SEM estar carente, SABENDO O SEU VALOR, mas, ao mesmo tempo, sem querer compromisso (se é que isso é possível), nós homens, em geral, não veremos problema.

As pessoas devem fazer o que sentem. Não ligue para o que os outros vão pensar. Viva por você, sem dogmas ou esteriótipos. Queira, calcule as consequências e tome as decisões sem medo. Sempre haverá alguém (em meio aos bilhões, rs) compatível com aquilo que você deseja. Esqueça o tal  “o que vão pensar de mim”. Faça o que você sente. Claro, antes disso, saiba se dar VALOR e perceba se isso não é sintoma de carência. (Obs: em caso de carência vá urgentemente para uma caverna e só saia quando passar).

Claro, não é aconselhável que vocês saiam por aí pulando “de cama em cama” com qualquer um. Mas isso é uma decisão muito íntima, muito pessoal, ninguém pode tomá-la a não ser você. Se você sabe do seu valor e quer “curtir” dessa maneira, faça sem medo. Mas se prefere restringir seus relacionamentos e escolher com quem irá se envolver, também faça sem medo de ser feliz. O dilema, na verdade, não é sexo casual e sim a opinião casual: “aquela menina lá já passou na mão de vários”. A gente tem medo de fazer o que sente pelo que os outros vão pensar.

Nós homens reagimos super bem. No “mercado” você achará para todos os gostos, os que querem só diversão, os que não querem nada e aqueles que querem algo sério. É só escolher. Faça os testes, converse, saia, se divirta e escolha, tem pra todos os gostos.

Mas faça mais do que sexo casual, tenha conversas casuais, dê risadas casuais, ame de forma casual, porque a vida, em si, é casual, e a felicidade (como não poderia ser diferente), também é fruto do “casual”, não há fórmulas prontas. Ache, acredite, faça, se “casualize”.

tumblr_lhwn6cVP611qes8zoo1_500

Quer ver o seu tema favorito aqui na Opinião de Quinta? É só comentar ou mandar por email🙂

#AqueleBeijo ;*

catsk

Coluna Opinião de Quinta: Decida-se

 

tumblr_m7w75yP9Lw1rcwd4to1_500

Alô, mulherada, beleza? Como estão indo?

O que há de mais chato quando se trata de relacionamentos, é quando você fica com aquela maldita dúvida: será que eu tento ou desisto? Já se viu numa situação assim? Não é hiper-desagradável? Parece que o mundo gira e você fica parado, não é legal. Pois é, por isso não faça com os outros o que não gosta que façam com você. Se conheceu alguém, se sabe das intenções do mesmo, se está ciente da situação, porque prolongar? É claro que as vezes temos dúvidas sobre o que realmente queremos, mas, se abrirmos o jogo, não ficaria mais fácil? Isso evita muita dor de cabeça e no coração.

Abra o jogo. Seja clara. Não tá afim dele? Diga. Está? Também. Não sabe ainda? Então fale, diga, demonstre, dê um jeito. Diálogo! Claro que tudo tem o seu tempo, mas é muita sacanagem deixar alguém te esperando por nada e esperar que a pessoa descubra por si só que não vai rolar. Deixe tudo às claras.

Ligue. Mande uma mensagem. Deixe um inbox. Marque um encontro. Olhe nos olhos. Defina. Pare de ficar de nhé-nhé-nhé e seja decisiva. O mundo gira, as coisas acontecem, então, pare de ficar enrolando os outros. E porque adiar uma decisão? Na verdade é o que sempre tendemos a fazer, o que não significa que esteja certo.

Seja decisiva. Pare de enrolar. Ou vai ou racha. E se der medo, vá com medo mesmo, porque ninguém nunca morreu de frio na barriga. Libertando-se dessas decisões você vai perceber que caminhos se abrem e novas fases se iniciam. Quem sabe por lá você não encontre coisas (ou pessoas) novas, legais e que valham a pena para decidir estar junto?

O que você quer ver por aqui? Mande suas sugestões. Comente sobre o que está achando do Opinião de Quinta. Tenham final de semana top e cheio de (boas) decisões.

Lembrando que a semana que vem tem o tema que vocês escolheram na enquete. CONTINUEM VOTANDO 🙂

#AqueleBeijo ;*

catsk

Opinião de Quinta: Maquiagem importa pra eles?

Alô mulherada antenada. Fazendo contato, câmbio.

Primeiro, eu gostaria de agradecer pela recepção na estreia da coluna da semana passada. Foi sensacional. Torço para que essa parceria dure muito tempo e que, principalmente, agrade a todas. Então, qualquer dúvida, sugestão, crítica ou elogio, por favor, comente ou entre em contato.

Hoje eu vou falar de um assunto que, sinceramente, eu não domino: maquiagem. Assim como o quesito roupas, a maquiagem varia de uma pessoa para outra e demonstra um pouco da personalidade de cada uma.

tumblr_lp0x0ltlZx1qj5mqgo1_500

É claro que nós homens, dificilmente reparamos nisso. É isso mesmo. Se o homem repara na roupa/maquiagem há duas alternativas: ou você encontrou um cara extremamente sensível e antenado na moda e maquiagem (o que é difícil, porque para nós estar ‘ligado’ nisso soa como ‘boiolagem’) ou você está exagerando muito. Entenda: não importa se você veste as melhores roupas, se não consegue desenvolver um bom papo, um bom clima.

Não estou falando que não deve se vestir bem ou não usar maquiagem. Mas pense, que tudo deve haver equilíbrio, ou seja, nem muito, nem pouco. Nem uma saia que você tropece ao andar nela e nem uma que precise ficar de pé pra não pagar calcinha. Equilíbrio, sempre!

E como saber a medida? Eu tenho uma fórmula, primeiro: saiba da sua beleza, o seu ponto forte. Depois disso, analise se a roupa/maquiagem está destacando os seus pontos fortes ou se está aparecendo mais que eles. Por exemplo: se você tem belos olhos e o batom chama mais atenção que eles, está errado. Saiba seus pontos fortes e invista nisso.

A mulher estar bem vestida e maquiada é bom, é legal, a gente gosta. Mas não exagere. Se o cara está reparando muito na roupa ou maquiagem na certa a combinação está exagerada ou o encontro não está sendo interessante. Quando a gente está interessado, não importa muito a maquiagem. Nós homens nos apaixonamos pelo natural, pelo pouco, pelo simples. Maquie-se, mas sorria. Faça o cabelo, mas não deixe de dar aquela mexida nele. É o simples. É o que importa. É o que importa. Roupas e maquiagens são importantes, mas não são o troféu. O troféu é você. Os adereços são apenas uma forma de exibir a sua beleza e não os protagonistas.

Lembre-se: é você quem tem que brilhar. A protagonista é você!

tumblr_led5ku6LYA1qcangoo1_500

cats

Opinião de Quinta: Mulheres Independentes !

Oii meninas

Primeira novidade do Blog 🙂 Toda quinta-feira teremos a coluna Opinião de Quinta, onde o querido jornalista Hugo Antoneli vai trazer seu peculiar e atento olhar masculino sobre o mundo das mulheres! Gostaram da novidade? 🙂 Tenho certeza que a coluna vai dar o que falar, afinal a gente sempre quis saber o que os homens pensam né?!

Espero que gostem !

Beijos, Beijos

Thaise Xavier

uol_independente615x3001

Alô mulherada antenada. Fazendo contato, câmbio. É só um teste, vamos ver se a comunicação vinga, o que vocês acham? Topam?

Hoje eu estou aqui para falar de vocês. Isso mesmo. E existe coisa melhor que mulher? Não, né? Dizem que Deus criou primeiro o homem pra fazer um rascunho e depois veio a mulher como arte final. Convenhamos que o cara lá de cima caprichou. Além disso, ele complicou também. Vocês não são tão fáceis de entender assim ou não. Vixe, já estou confuso, rs. Além da complicação tem também a variedade. Quanta diferença de uma para outra, poxa vida. Hoje eu vou falar das mais temidas por nós desse lado dos gêneros: as independentes.

Quando o menino é pequeno, é ensinado a ‘se virar’. Quando tem briga, nada de chamar o pai ou a mãe, que ‘se resolva sozinho’. E ‘se apanhar na rua, quando chegar em casa apanha também’. Quem nunca ouviu uma dessas? Mas e as meninas? Mexeu com a princesa do papai o bicho pega. Desde cedo vocês são educadas para serem dependentes. Um mimo!

O problema, ou não (depende do ponto de vista, rs), é quando algumas de vocês crescem e ficam independentes, acreditem, isso é um terror para os homens. O homem é acostumado a estar no domínio da situação, sempre com as rédeas, mas quando surge uma calcinha dominadora ou que não dependa de nós, que faz o que dá na cachola, ou a reação é de aceitação, porque você gosta de guria, ou a gente sai fora porque ‘não nasceu pra ser mandado por mulher’.

É claro que há diferença entre independentes e dominadoras. Mas há uma ligação entre elas. Uma mulher independente pode não ser dominadora e se tornar no futuro. Já a mulher dominadora, sem dúvida, é independente. Agora, se o cara te quiser mesmo te conhecendo bem e sabendo que você é independente, case-se com ele, C-A-S-A agora, rs! Mulher independente é terrível, seja pra bem ou pra mal, não tem como ficar inerte ante às “calcinhas que não dependem de macho”.

mulher-bem-sucedida-600x413

cats